Muitos criaram blogs depois desse blog que ja está com 3.000 visitas de páginas! Mas o porque dele mesmo? antes tinha colocado que era para expor minhas insanidades e para desabafar, serviu e ainda servira para essa finalidade, mas creio eu que ele seja mais que isso, mostrou muitas coisas e acho que muitos gostaram, então o porque dele? Não sei. Só sei que nem tudo que eu escrevo é verdade, nem toda verdade eu escrevo. Mas tudo que digo é verdade e se digo alguma mentira meus olhos me traem!

Olha a hora...

sexta-feira, dezembro 30, 2011

...

Depois de tanto tempo ate que enfim finalizei o texto, bem fugiu um pouco do que tinha em mente, bem que falam que a linha é torta, muito tempo sem escrever queria e quero falar de outros assunto e outras coisas, voltar escrever como antes quem sabe, mas escrevi sobre como foi passar os últimos dias do ano, últimos dias em que passei reflexivo. 
Estranho vê como nos últimos dias do ano uma força que ninguém vê impera sobre todos, aqueles que nunca te cumprimentam passam a te cumprimentar, uma pessoa te para e do nada fala que te acha super simpático e que o seu sorriso já ajudou o dia dela. Nesses últimos dias do ano fiz uma reavaliação de tudo aquilo que ocorreu em 2011 do que valeu a pena e daquilo que deveria ficar apenas na lembrança para servir como aprendizado. Muitas risadas brotaram na face, muitas lagrimas também! Novas amizades surgiram, outras se distanciaram. Nessa reavaliação de ano, nesse balanço que sempre faço senti falta de muita coisa  que em 2010 me completou e que em 2011 fez falta, muita falta, muita! Hoje o sorriso no rosto é o que impera, o que pelo menos busco todos os dias. Correr atras do que vale a pena é valido sempre, para que não continue me perdendo a cada dia como me via antes ou correndo para onde não se via, onde não me via. O mundo gira, o tempo passa rápido e não o podemos perder principalmente quando se gosta, o dia tem que ser vivido, não como se fosse o ultimo, mas como se fosse o ultimo para ser aquilo que se é de fato, para fazer aquilo que o coração manda mesmo que a razão brigue! Conveniências existem, mas quero ser o desviante, hoje mais consciente do que antes, mas quero!  Vontades e sentimentos imperam nesse ser, o seu abraço e sorriso faz falta.. Eu tenho sonhos, acordado ou não coloco os pés no chão!

quarta-feira, maio 18, 2011

Seguindo em frente..

Vida, vida, vida...
Ciclos e mais ciclos se abrem e iniciam, e o pior deles são aqueles relacionados ao coração, quando nosso coração esse músculo que não domamos que a gente não faz  com que ele goste de quem a gente quer, na verdade ate fazemos o ruim é que não entendemos que nem sempre o coração do outro lado gosta da gente também pois talvez a outra pessoa não quer domar ele, como aquele poema Quadrilha de Drummond - João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria... - assim é nossa vida, passamos sempre por situações que nunca imaginamos passar, que ficamos triste, com o coração apertado.

Mas temos que seguir em frente, andando pela nossa estrada aprendendo com as situações, ir tocando em frente nossa vida, conhecendo nos mesmos, mas sempre com um sorriso nos labios pois já choramos de mais.
Te aconselho isso, tocar em frente, viver sua vida mais e deixa a do outro lá...
Viva, amigos você tem...

quarta-feira, abril 06, 2011

O Rei!

Até que enfim, o texto sobre o nosso Rei.
Ele que chegou iluminando e trazendo junto de si, energias novas, coisas boas, ele que trouxe a paz para o mundo em que vivemos.
Fruto do amor não somente dos seus pais, mas fruto do amor de todos os amigos, de todos aqueles que lhe amam.
Fui te ver meu filho (sim meu filho, não biológico mas filho de alma e coração, pois não deixaremos, nos todos que amamos seu pai e sua mãe, todos aqueles que ficaram de plantão durante o dia e a noite te esperando chegar, não deixaremos alguma lágrima cair do seu rosto e se cair enxugaremos), quando fui lhe ver Artur, varias indagações vieram na cabeça, em como Deus é presente em nossas vidas e existe de fato, fiquei alguns minutos te olhando e admirando você me olhava com os olhos de: sim estou te entendendo, eu sei quem você!
Isso me revigorou e lágrima caíram dos meus olhos, lágrimas de felicidade, de que ate quem enfim você veio pro nosso mundo trazer paz, até que enfim podemos ver o rosto do nosso Rei!
Belo é lhe olhar dormindo, você com a boca aberta, você tampando os olhos da claridade...
Não sei de muita coisa, não sei do que será seu mundo, só sei que você chegou e nos alegrou..
Como já disse Nando Reis: Não sei se o mundo é bom, mas ele esta melhor (diga-se de passagem, bem melhor) desde que você chegou...
Artur nobre e generoso, Augusto sagrado, com um nome desse com certeza terás sucesso na vida, como seu pai lhe diz: Que seu coração seja nobre como seu nome e sua alma guerreira! Guerreira para o mundo que lhe espera, mas tenha a certeza que estamos do seu lado, amando sempre!


quinta-feira, março 03, 2011

Perdão

Há tempos que queria escrever algo sobre o tema, lendo o livro Nosso Lar - Francisco Cândido Xavier (por André Luiz), vários questionamentos veiram a mente, o que seria perdão ou melhor o ato de se perdoar alguém?
Em minha pequenez penso que podemos perdoar alguém a partir do momento em que nos perdoamos, isso o ato de perdoar realmente, não o perdão da boca pra fora, porque digo isso? pois no momento em que entramos em conflito com alguém ou quando fazemos e recebemos algo que possa ter machucado outrem e nos machucado, nossa alma e espírito ficam feridos pois quando tal ato acontece com alguém querido e/ou que amamos nos machucamos pois quanto um ente querido é ferido nos também nos ferimos e em maior escala quando somos fator determinante em tal ação.
Então digo-vos que o ato de perdoar é antes de tudo um ato de perdão interior, quando nos perdoamos por algum erro ou quando nos perdoamos por ter entrado em conflito com um ente querido poderemos perdoar alguém, pois estaremos assim com uma maior paz interior, e quando somos pessoas melhores com a gente mesmo, quando nos amamos em primeiro lugar é que poderemos amar e perdoar alguém.

"Perdoar verbalmente é questão de palavras, mas aquele que perdoa realmente, precisa mover e remover pesados fardos de outras eras, dentro de si mesmo." (André Luiz)

sábado, fevereiro 12, 2011

...

"Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem um pedaço do outro. E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz"